A cidade do sol



Autor: Khaled Hosseine
Editora: Nova Fronteira
Numéro de páginas: 364
Onde comprar:  Saraiva,  Livraria Cultura e Fnac


“Impressionada por ver que a história de cada afegão é marcada por mortes, perdas e dor. E, mesmo assim, as pessoas dão um jeito de sobreviver, de seguir em frente”


Mariam é a harami, a filha bastarda de Jalil Khan com uma de suas antigas empregadas, Nana. Aos quinze anos de idade, Mariam mora em uma kolba a dois quilômetros de Herat, a cidade que nunca conheceu, e seu único prazer são as visitas que recebe. Visitas como a de mulá Faizullah, um senhor velho que lhe auxilia na aprendizagem do Corão e é incapaz de negar-lhe qualquer coisa; Bibi jo, uma senhora fofoqueira que visita com freqüência sua mãe e Jalil, seu rico pai, que sempre vem como novidades e presentes.
  Mariam não pode evitar o fato de gostar mais de Jalil do que de sua rabugenta mãe, Nana; e ao fazer quinze anos, a menina decide que já é mais do que hora de conhecer o mundo e também o seu pai. E é a partir daí que sua vida muda completamente.
  Com a morte da mãe, Mariam hospeda-se por algum tempo na casa de Jalil; mas suas três esposas não desejam a presença da meninas. Elas então casam-na com Rashid, um velho sapateiro que a leva embora para seu destino triste em Cabul, onde alguns anos e umas poucas casas separam a sua vida da de Laila.
  Dezenove anos separam a vida das duas. Ao contrário de Mariam, que vive enclausurada e esconde-se do mundo, aos velhos modos afegãos, Laila cresce rodeada de um pouco de cultura ocidental. Tem um pai que incentiva seu estudo e diz que ela pode ser tudo o que quiser, e uma mãe que tornou-se melancólica com a partida dos filhos para a guerra.
  Mas, a despeito de tudo, Laila é feliz na presença de suas amigas de Tariq, seu melhor amigo, que possui uma perna mecânica. E poderia continuar a ser feliz para sempre, se a guerra não chegasse as ruas de Cabul.
  E é nesse meio turbulento que, pela primeira vez, em um ambiente hostil, ela e Mariam se encontram. A tentativa de fuga tardia dos pais não só priva-a de Tariq como também provoca mudanças radicais em sua vida, sem deixar um espaço para onde possa recuar.
  De modo emocionante e cativante, Khaled Hosseine nos guia pelas ruas turbulentas de Cabul, e nos convida a conhecer a história dessas duas afegãs e seus trágicos destinos e nos leva a pensar que, apesar de tudo, todo lugar e toda história tem sua gota de beleza e poesia. 

Por Bianca

1 comentários:

Natália Alves 6 de março de 2013 06:15  

Esse livro é maravilhoso, da mesma forma que o outro do autor O Caçador de Pipas, ambos com histórias tocantes.

Beijo:*
Naty.

Postar um comentário

  © NOME DO SEU BLOG

Design by Template Para Blogspot